Coordenação

 

JOAQUIM CARDADOR DOS SANTOS

Presidente do Conselho de Administração

 

 ----------------------------------------------

 

MIRIEME FERREIRA

Coordenadora Técnica

VER MAIS
Ler + Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis
Ler + Coordenação
Ler + Rede de Cidades Saudáveis da OMS

Organograma
Órgão deliberativo, constituído por todos os associados. Integram, atualmente, a mesa da assembleia os municípios de Viana do Castelo, Odivelas e Miranda do Corvo.
Composto por um técnico de cada município associado.
Órgão executivo composto por cinco municípios eleitos pela assembleia intermunicipal. Actualmente composto pelo Seixal, Lisboa, Montijo, Oeiras e Palmela.
Estatutos

A Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis rege-se pelos estatutos publicados no Diário da República – III Série (N.º 5/98 de 7 de janeiro de 1998). Estes estatutos sofreram uma modificação no artigo 3 e no n.º1 do artigo 19, aprovados em Assembleia Intermunicipal, a 9 de maio de 2011.

DOWNLOAD DOS ESTATUTOS

Parcerias

Porque trabalhar em rede significa, entre outras coisas, potenciar as parcerias existentes, a Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis consolida-se no alargado leque de parceiros locais e (...)
VER MAIS
Alguns membros RPCS


VER MAIS



"UMA CIDADE SAUDÁVEL É AQUELA QUE ESTÁ CONTINUAMENTE A CRIAR E A DESENVOLVER OS SEUS AMBIENTES FÍSICO E SOCIAL, E A EXPANDIR OS RECURSOS COMUNITÁRIOS QUE PERMITEM ÀS PESSOAS APOIAREM-SE MUTUAMENTE NAS VÁRIAS DIMENSÕES DA SUA VIDA E NO DESENVOLVIMENTO DO SEU POTENCIAL MÁXIMO."


GOLDSTEIN E KICKBUSCH (1996)

ÚLTIMOS PROJETOS

Soure
Projeto piloto de Compostagem em Soure

O QUE É?

É um projeto que visa intervir diretamente junto das escolas, IPSS do concelho e num conjunto de 30 famílias, cujo objetivo principal é fomentar a compostagem e diminuir o lixo indiferenciado, produzido por entidades e famílias, contribuindo assim para uma maior defesa do meio ambiente. Espera-se que o projeto gere comportamentos que fiquem enraizados na comunidade que tenham um efeito multiplicador.

 

O QUE FAZ?

Intervém nas escolas, IPSS e famílias, através de ações de sensibilização e disponibilização de compostores, para que todos os envolvidos tenham uma atitude proactiva relativamente a esta temática. Espera-se que as escolas e IPSS, que produzem diariamente centenas de refeições em todo o concelho, reduzam drasticamente a quantidade de lixo indiferenciado produzido e contribuam assim, através da compostagem de restos alimentares, para uma melhoria do meio ambiente.

Igualmente, espera-se que as 30 famílias participantes neste projeto piloto, também alcancem o objetivo de diminuir a quantidade de lixo indiferenciado, contribuindo para o mesmo efeito.

 

A QUEM SE DESTINA? 

Escolas, IPSS e 30 familias em projeto piloto.

 

QUE RESULTADOS FORAM ATINGIDOS?

Ainda não conseguimos medir resultados, uma vez que o projeto ainda está em fase de implementação.

 

QUAIS AS PARCERIAS?

Câmara Municipal de Soure, Juntas de Freguesia, Agrupamento de Escolas de Soure, Instituto Pedro Hispano.

 

QUAIS OS CONTACTOS DE REFERÊNCIA? 

Câmara Municipal de Soure
T: 239 506 550
E: geral@cm-soure.pt

 

Soure
Regime de Fruta Escolar

O QUE É?

É uma iniciativa no âmbito europeu que pretende reforçar as práticas alimentares mais saudáveis e capacitar as crianças e famílias para a adoção de competências que levem a um consumo de fruta em substituição de “lanches” de fraca qualidade alimentar.

 

O QUE FAZ?

Recorre-se à distribuição gratuita de uma peça de fruta duas vez por semana, pretendendo melhorar a qualidade nutricional da oferta alimentar em meio escolar, contribuindo para reduzir o risco de doenças crónicas associadas à obesidade e reforçar a aquisição de competências nas áreas da educação alimentar e da saúde em contexto escolar.

Dinamização de jogos pedagógicos nas escolas com os alunos e Workshops de alimentação saudável para as crianças e pais.

 

A QUEM SE DESTINA? 

Alunos do 1.º Ciclo do Ensino Básico e por opção do Município, crianças do Pré-Escolar.

 

QUE RESULTADOS FORAM ATINGIDOS?

Mudança nos hábitos alimentares: maior cuidado no consumo de fruta, legumes e alimentos biológicos, assim como, a redução do consumo de sal, pelas famílias.

 

QUAIS AS PARCERIAS?

Câmara Municipal de Soure, Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas – IFAP.

 

QUAIS OS CONTACTOS DE REFERÊNCIA? 

Câmara Municipal de Soure
Serviços Educativos
T: 239 506 550 Ext: 373/374
E: educacao@cm-soure.pt

 

VER MAIS
50
MUNICÍPIOS
SAUDÁVEIS
.
Alfândega da Fé
.
Almada
.
Almodôvar
.
Alvito
.
Amadora
.
Azambuja
.
Barrancos
.
Barreiro
.
Beja
.
Braga
.
Bragança
.
Castro Marim
.
Figueira da Foz
.
Golegã
.
Gondomar
.
Guarda
.
Lagoa (Açores)
.
Lagoa (Algarve)
.
Lisboa
.
Loulé
.
Loures
.
Lourinhã
.
Lousã
.
Matosinhos
.
Miranda do Corvo
.
Monchique
.
Monção
.
Montijo
.
Odemira
.
Odivelas
.
Oeiras
.
Palmela
.
Ponta Delgada
.
Portimão
.
Porto Santo
.
Póvoa de Lanhoso
.
Ribeira Grande
.
Seixal
.
Serpa
.
Sesimbra
.
Setúbal
.
Soure
.
Tábua
.
Torres Vedras
.
Valongo
.
Viana do Alentejo
.
Viana do Castelo
.
Vidigueira
.
Vila Franca de Xira
.
Vila Real
 Um município saudável é 
 inclusivo, sensível e para 
 todos os cidadãos 
A Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis é uma associação que tem como missão apoiar a divulgação, implementação e desenvolvimento do projeto Cidades Saudáveis nos municípios que pretendam assumir a promoção da saúde como uma prioridade da agenda dos decisores políticos.


^
v
PROJETOS

Cartão Social do Reformado, Pensionista e Idoso

 

O QUE É?

O Cartão Social do Reformado, Pensionista e Idoso resulta de um Regulamento Municipal com o intuito de minorar as dificuldades sociais e económicas com que se deparam os idosos do município. É um cartão com o qual se conseguem obter benefícios em vários serviços.

 

O QUE FAZ?

Os beneficiários do Cartão Social do Reformado, Pensionista e Idoso poderão usufruir das seguintes regalias:
- Redução de 50% no pagamento de taxas e licenças municipais;
- Redução de 50% no preço dos bilhetes de cinema;
- Isenção de pagamento na entrada nas Piscinas Municipais;
- Acesso à Oficina Domiciliária para Obtenção de pequenas reparações.

A Oficina Domiciliária tem como princípio a execução de pequenas obras de reparação e conservação na habitação dos beneficiários do Cartão Social do Reformado, Pensionista e Idoso, até ao valor global de 400€, de dois em dois anos, por habitação e em habitações permanentes dos requerentes.

Para além dos benefícios municipais e do acesso à Oficina Domiciliária, os beneficiários têm ainda acesso a muitos descontos em várias empresas do concelho que se associaram a esta iniciativa, dos quais se destaca o setor da saúde, da energia, da beleza e estética, da construção civil e dos produtos alimentares.

 

A QUEM SE DESTINA?

O Cartão Social do Reformado, Pensionista e Idoso destina-se à população do Município que se enquadre nas seguintes normas:
- Ter 65 anos ou mais;
- Ser residente no Concelho de Viana do Alentejo há pelo menos um ano;
- Estar recenseado numa das freguesias do Concelho;
- Auferir uma reforma ou pensão igual ou inferior ao salário mínimo nacional.

 

QUE RESULTADOS FORAM ATINGIDOS?

Neste momento existem 527 beneficiários do Cartão Social do Reformado, Pensionista e Idoso no Município de Viana do Alentejo e, desde 2009, data da criação da Oficina Domiciliária, associada ao Cartão, até ao final de 2016, a Câmara recebeu um total de 404 pedidos e concretizou 313, com um investimento total de 104.103,57€.

 

QUAIS AS PARCERIAS?

Câmara Municipal de Viana do Alentejo, empresas privadas aderentes sediadas no município.

 

QUAIS OS CONTACTOS DE REFERÊNCIA? 

Câmara Municipal de Viana do Alentejo
Divisão de Desenvolvimento Social e Humano / Setor de Ação Social
Rua Brito Camacho, n.º 13
7090-237 Viana do Alentejo

T: 266 930 910
F: 266 930 019
M: ddsh@cm-vianadoalentejo.pt