Coordenação

JOAQUIM CARDADOR DOS SANTOS

Presidente do Conselho de Administração

 

MIRIEME FERREIRA

Coordenadora Técnica

VER MAIS
Ler + Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis
Ler + Coordenação
Ler + Rede de Cidades Saudáveis da OMS

Organograma
Órgão deliberativo, constituído por todos os associados. Integram, atualmente, a mesa da assembleia os municípios de Viana do Castelo, Odivelas e Miranda do Corvo.
Composto por um técnico de cada município associado.
Órgão executivo composto por cinco municípios eleitos pela assembleia intermunicipal. Actualmente composto pelo Seixal, Lisboa, Montijo, Oeiras e Palmela.
Estatutos

A Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis rege-se pelos estatutos publicados no Diário da República – III Série (N.º 5/98 de 7 de janeiro de 1998). Estes estatutos sofreram alterações em escritura a dezembro de 2015, incluindo a alteração da designação da Associação.

DOWNLOAD DOS ESTATUTOS

Parcerias

Porque trabalhar em rede significa, entre outras coisas, potenciar as parcerias existentes, a Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis consolida-se no alargado leque de parceiros locais e (...)
VER MAIS
Alguns membros RPCS


VER MAIS



"UMA CIDADE SAUDÁVEL É AQUELA QUE ESTÁ CONTINUAMENTE A CRIAR E A DESENVOLVER OS SEUS AMBIENTES FÍSICO E SOCIAL, E A EXPANDIR OS RECURSOS COMUNITÁRIOS QUE PERMITEM ÀS PESSOAS APOIAREM-SE MUTUAMENTE NAS VÁRIAS DIMENSÕES DA SUA VIDA E NO DESENVOLVIMENTO DO SEU POTENCIAL MÁXIMO."


GOLDSTEIN E KICKBUSCH (1996)

ÚLTIMOS PROJETOS

Pombal
Semana Verde sobre azul

O QUE É?

Realização de um conjunto de atividades na Praia do Osso da Baleia durante o Verão, ao longo de uma semana, de boas práticas ambientais, em que se procura incentivar os participantes e os veraneantes a uma alteração dos comportamentos e a uma mudança positiva dos seus hábitos.
Pretende-se igualmente com estas atividades fomentar o Turismo Sustentável, dar a conhecer e divulgar a história e os recursos da Praia do Osso da Baleia e promover o património natural e cultural do Concelho. Para além disso, estas atividades são tidas como um contributo para a promoção da cidadania, do respeito e da responsabilização pelo ambiente, bem como para a importância da água e das suas propriedades, para a necessidade de a utilizar corretamente, poupar e preservar.

 

O QUE FAZ?

Na Semana Verde sobre Azul os participantes poderão executar diversas experiências com água, com vista à demonstração da importância da água no nosso quotidiano e para a sobrevivência dos seres vivos, para a importância dos oceanos como reguladores de temperatura e para os perigos da poluição nestes ecossistemas.

 

A QUEM SE DESTINA? 

População em geral.

 

QUE RESULTADOS FORAM ATINGIDOS?

N/A

 

QUAIS AS PARCERIAS?

Museu Marquês de Pombal
Museu de Arte Popular Portuguesa
Valorlis

 

QUAIS OS CONTACTOS DE REFERÊNCIA? 

Câmara Municipal de Pombal
Divisão de Águas, Saneamento e Ambiente do Município de Pombal
E:geral@cm-pombal.pt

Pombal
Pombal Somos +

O QUE É?

Projeto de intervenção comunitária que oferece formação gratuita na área das demências a cuidadores formais e informais de todas as IPPS'S do concelho que assim o solicitarem.

 

O QUE FAZ?

Ministra workshop´s, ações de informação/formação em todas as IPSS´s do Concelho de Pombal. Estas poderão ter a duração de 1 hora ( com espaço para debate no fim) ou 3 horas, conforme necessidades e solicitações e um máximo de 15 participantes.
Da oferta formativa cada instituição deverá optar pelos temas disponibilizados do seu interesse, podendo usufruir de um máximo de 12 horas de formação anual de forma gratuita.

- Alterações comportamentais na pessoa com demência;
- compreender alterações da funcionalidade na pessoa com demência;
-Alteração da memória e estimulação na pessoa com demência;
- Apoio social e assistencial;
- Comunicação com a pessoa com demência;
- Gestão emocional/stress para cuidadores;
-O cuidador- direitos, princípios e valores do cuidar;
-Posturas e transferências;
- Estratégias para ocupação da pessoa com demência.

 

A QUEM SE DESTINA? 

Cuidadores Formais e informais integrados nas IPSS´s.

 

QUE RESULTADOS FORAM ATINGIDOS?

 

 

QUAIS AS PARCERIAS?

Alzheimer Portugal- Delegação Centro

 

QUAIS OS CONTACTOS DE REFERÊNCIA? 

Alzheimer Portugal- Delegação Centro
Urb. Casal Galego- Rua Raul Testa Fortunato nº 17 3100-523 Pombal
T: 236 219 469
E: Geral.centro@alzheimerportugal.org

 

VER MAIS
64
MUNICÍPIOS
SAUDÁVEIS
.
Alfândega da Fé
.
Almada
.
Almodôvar
.
Alvito
.
Amadora
.
Amares
.
Avis
.
Azambuja
.
Barrancos
.
Barreiro
.
Beja
.
Braga
.
Bragança
.
Castro Marim
.
Chamusca
.
Coimbra
.
Cuba
.
Figueira da Foz
.
Golegã
.
Gondomar
.
Grândola
.
Guarda
.
Lagoa (Açores)
.
Lagoa (Algarve)
.
Lisboa
.
Loulé
.
Loures
.
Lourinhã
.
Lousã
.
Maia
.
Matosinhos
.
Miranda do Corvo
.
Monchique
.
Monção
.
Montijo
.
Odemira
.
Odivelas
.
Oeiras
.
Palmela
.
Penafiel
.
Pombal
.
Ponta Delgada
.
Portimão
.
Porto
.
Porto Santo
.
Póvoa de Lanhoso
.
Ribeira Grande
.
Santo Tirso
.
São Roque do Pico
.
Seixal
.
Serpa
.
Sesimbra
.
Setúbal
.
Soure
.
Tavira
.
Tábua
.
Torres Vedras
.
Valongo
.
Viana do Alentejo
.
Viana do Castelo
.
Vidigueira
.
Vila Franca de Xira
.
Vila Nova de Famalicão
.
Vila Real
 Um município saudável é 
 inclusivo, sensível e para 
 todos os cidadãos 
A Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis é uma associação que tem como missão apoiar a divulgação, implementação e desenvolvimento do projeto Cidades Saudáveis nos municípios que pretendam assumir a promoção da saúde como uma prioridade da agenda dos decisores políticos.


^
v
PROJETOS

Fundo de Emergência Social

 

O QUE É?

O Fundo de Emergência Social consubstancia um programa de combate à pobreza e exclusão social do concelho de Miranda do Corvo. Nas suas atuais vertentes conjugadas entre si, ou seja, o apoio económico pontual atribuído de acordo com o Regulamento do FES, o apoio mais desburocratizado e imediato, devidamente fundamentado, apresentado em reunião de parceiros do património dos pobres e, por último, o apoio alimentar ao nível das cantinas sociais, apresenta-se como uma ferramenta valiosa no que respeita ao apoio a famílias em situação de carência económica grave com a consequente intervenção social com resultados positivos na vida das famílias com maiores dificuldades.

 

O QUE FAZ?

Visa a prestação de apoios, de forma autónoma e/ou em articulação/complementaridade com as Instituições e respostas existentes no terreno, aos estratos sociais mais desfavorecidos do concelho de Miranda do Corvo.
Estes apoios, de ordem pecuniária, através das cantinas sociais ou do património dos pobres, destinam-se aos grupos mais vulneráveis e estratos sociais mais desfavorecidos, por forma a atenuar a pobreza e a exclusão social e garantir o acesso a bens, serviços e recursos, para melhoria da qualidade de vida e coesão social dos cidadãos do concelho.

Relativamente às cantinas sociais, de modo a salvaguardar a alimentação diária das famílias que vivem uma situação de carência económica muito grave, foi reforçado o número de refeições disponíveis nas cantinas socias. Reforço este através do apoio em 10 refeições diárias para a Santa Casa da Misericórdia de Semide e de 15 refeições diárias para a Fundação Assistência Desenvolvimento e Formação Profissional, com o custo unitário de 2,50€.

O Património dos Pobres visa o apoio aos indivíduos e famílias que se encontram em situação de carência económica, de modo a salvaguardar o acesso a bens de primeira necessidade. Apoia material e monetariamente, por forma a fazer face a situações urgentes e inadiáveis, como a aquisição de alimentos ou a aquisição de medicação, entre outros, de forma célere e desburocratizada. Este apoio tem tido um papel fundamental no apoio urgente a famílias em situação de carência económica grave e complementa os apoios atribuídos no âmbito do Fundo de Emergência Social.

 

A QUEM SE DESTINA?

O Apoio é concedido a indivíduos ou agregados familiares que se encontrem em comprovada situação de carência económica ou em situação de vulnerabilidade designadamente famílias com crianças e jovens a cargo, em situação de risco ou outras; idosos em risco; pessoas em situação de dependência e pessoas com deficiência ou doença mental, famílias sinalizadas por outras instituições que se encontrem em situação de risco.

Nestes apoios incluem-se todas as situações de fragilidade social, nomeadamente a idosos, a desempregados ou a famílias com ou sem filhos; o pagamento de rendas, de medicamentos, alimentação e livros escolares; ajudas técnicas (aquisição de óculos, próteses dentárias, cabeleiras, próteses auditivas, entre outras), a realização de obras de recuperação/adaptação de habitação de pessoas com necessidades especiais ou em situação de fragilidade social, entre outros apoios.

 

QUAIS AS PARCERIAS?

Câmara Municipal de Miranda do Corvo, Santa Casa da Misericórdia de Semide, Fundação ADFP, Património dos Pobres.

 

QUE RESULTADOS FORAM ATINGIDOS?

Contribuição para a satisfação das necessidades básicas desta população alvo. No ano de 2015 foi conseguido um grau de execução na ordem dos 95% relativamente à verba inscrita em orçamento.

 

QUAIS OS CONTACTOS DE REFERÊNCIA?

Câmara Municipal de Miranda do Corvo
T: 239 530 320
E: camara@cm-mirandadocorvo.pt