Coordenação

JOAQUIM CARDADOR DOS SANTOS

Presidente do Conselho de Administração

 

MIRIEME FERREIRA

Coordenadora Técnica

VER MAIS
Ler + Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis
Ler + Coordenação
Ler + Rede de Cidades Saudáveis da OMS

Organograma
Órgão deliberativo, constituído por todos os associados. Integram, atualmente, a mesa da assembleia os municípios de Viana do Castelo, Odivelas e Miranda do Corvo.
Composto por um técnico de cada município associado.
Órgão executivo composto por cinco municípios eleitos pela assembleia intermunicipal. Actualmente composto pelo Seixal, Lisboa, Montijo, Oeiras e Palmela.
Estatutos

A Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis rege-se pelos estatutos publicados no Diário da República – III Série (N.º 5/98 de 7 de janeiro de 1998). Estes estatutos sofreram alterações em escritura a dezembro de 2015, incluindo a alteração da designação da Associação.

DOWNLOAD DOS ESTATUTOS

Parcerias

Porque trabalhar em rede significa, entre outras coisas, potenciar as parcerias existentes, a Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis consolida-se no alargado leque de parceiros locais e (...)
VER MAIS
Alguns membros RPCS


VER MAIS



"UMA CIDADE SAUDÁVEL É AQUELA QUE ESTÁ CONTINUAMENTE A CRIAR E A DESENVOLVER OS SEUS AMBIENTES FÍSICO E SOCIAL, E A EXPANDIR OS RECURSOS COMUNITÁRIOS QUE PERMITEM ÀS PESSOAS APOIAREM-SE MUTUAMENTE NAS VÁRIAS DIMENSÕES DA SUA VIDA E NO DESENVOLVIMENTO DO SEU POTENCIAL MÁXIMO."


GOLDSTEIN E KICKBUSCH (1996)

ÚLTIMOS PROJETOS

Pombal
Programa Eco-Escolas

O QUE É?

Desde 2017, o Município de Pombal define e implementa a sua Estratégia de educação ambiental, anualmente, através do plano de atividades de educação ambiental, enquadrando as atividades/ações/projetos nos objetivos e eixos temáticos definidos na ENEA 2020 e ODS da Agenda 2030.
A metodologia do Programa Eco-Escolas, inspira-se nos princípios de participação e cidadania subjacentes ao conceito de Agenda 21.
De forma simplificada trata-se de percorrer ao longo do ano os 7 passos para uma Eco-Escola:
1- Conselho Eco-Escolas;
2- Auditoria Ambiental;
3- Plano de Ação;
4- Monitorização e Avaliação;
5- Trabalho Curricular;
6- Divulgação;
7- Eco-código.
Para além dos 7 passos, as escolas reconhecidos com a Bandeira Verde trabalham ainda anualmente os temas: água, resíduos e energia e um dos temas eleitos como tema do ano. 

 

O QUE FAZ?

O Município de Pombal apoia as suas escolas na implementação do programa Eco-Escolas, através de:
- Participação em todas as reuniões do Conselho EcoEscolas;
- Colaboração na realização de auditorias ambientais;
- Apoio técnico na elaboração dos planos de ação;
- Participação e colaboração nas cerimónias de hastear da Bandeira Eco-Escolas e na comemoração de Dia EcoEscolas;
- Dinamização de diversas atividades de educação ambiental nas escolas ao longo do ano letivo;
- Oferta de árvores/arbustos autóctones, terra, composto e estacas para a comemoração do Dia da Floresta Autóctone e Dia Mundial da Floresta/Dia da Árvore;
- Disponibilização do autocarro municipal para a realização de visitas de estudo e/ou outras atividades;
- Organização e colaboração em diversas iniciativas e projetos lançados pela ABAE, Valorlis, Museus Municipais;
- Disponibilização de materiais pedagógicos e equipamentos;
- Dinamização de uma tertúlia Eco-Escolas dirigida aos coordenadores Eco-Escolas;
- Apoio na elaboração e submissão das candidaturas;
- Acompanhamento das auditorias de qualidade.

 

A QUEM SE DESTINA? 

Escolas do Concelho de Pombal.

 

QUE RESULTADOS FORAM ATINGIDOS?

Certificado de Município Parceiro, bem como a Bandeira Verde Eco-Escolas, que distingue escolas do concelho pelas suas boas práticas na área da educação ambiental e educação para a sustentabilidade.

 

QUAIS AS PARCERIAS?

Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE).

 

QUAIS OS CONTACTOS DE REFERÊNCIA? 

Câmara Municipal de Pombal
Divisão de Águas, Saneamento e Ambiente
E:geral@cm-pombal.pt

S: https://ecoescolas.abae.pt/plataforma/index.php?p=municipalitypage&id=71

Pombal
Teleassistência Domiciliária

O QUE É?

Resposta gratuita imediata em situações de emergência/urgência, segurança e solidão assegurada através da instalação de uma unidade base com um intercomunicador e um botão de alarme ligado a uma linha telefónica de contato com a equipa da Central de atendimento da helpphone disponível 24 horas por dia, 365 dias por ano.

 

O QUE FAZ?

Ao utilizador, em casos de saúde, acidente ou segurança, basta pressionar o botão do equipamento que lhe foi atribuído, para:
- Atendimento e acompanhamento de situações de emergência/envio urgente de médicos ou enfermeiros, serviço de ambulâncias, bombeiros e polícia;
- Solicitação de serviços de ambulância, bombeiros e forças de segurança;
- contato com familiares ou terceiros da rede de suporte;
- contato com voz amiga para combater a solidão.

 

A QUEM SE DESTINA? 

Pessoas com 65 anos ou mais que se encontrem em situação de isolamento social ou apresentem limitações de mobilidade e que apresentem um rendimento per capita igual ou inferior a 60% da retribuição mínima mensal garantida.

 

QUE RESULTADOS FORAM ATINGIDOS?


Existem o total de 32 unidades para disponibilizar, cuja atribuição se discrimina na tabela seguinte, representando um financiamento total de 15.610,57€.

Ano

 

N.º de Beneficiários

2017

25

2018

23

2019

25

2020

31

2021

33

 

 

 

QUAIS AS PARCERIAS?

IPSS´s do Concelho
Juntas de Freguesia

 

QUAIS OS CONTACTOS DE REFERÊNCIA? 

Câmara Municipal de Pombal
Unidade de Desenvolvimento Social
E:uds@cm-pombal.pt
T: 236 210 500

VER MAIS
64
MUNICÍPIOS
SAUDÁVEIS
.
Alfândega da Fé
.
Almada
.
Almodôvar
.
Alvito
.
Amadora
.
Amares
.
Avis
.
Azambuja
.
Barrancos
.
Barreiro
.
Beja
.
Braga
.
Bragança
.
Castro Marim
.
Chamusca
.
Coimbra
.
Cuba
.
Figueira da Foz
.
Golegã
.
Gondomar
.
Grândola
.
Guarda
.
Lagoa (Açores)
.
Lagoa (Algarve)
.
Lisboa
.
Loulé
.
Loures
.
Lourinhã
.
Lousã
.
Maia
.
Matosinhos
.
Miranda do Corvo
.
Monchique
.
Monção
.
Montijo
.
Odemira
.
Odivelas
.
Oeiras
.
Palmela
.
Penafiel
.
Pombal
.
Ponta Delgada
.
Portimão
.
Porto
.
Porto Santo
.
Póvoa de Lanhoso
.
Ribeira Grande
.
Santo Tirso
.
São Roque do Pico
.
Seixal
.
Serpa
.
Sesimbra
.
Setúbal
.
Soure
.
Tavira
.
Tábua
.
Torres Vedras
.
Valongo
.
Viana do Alentejo
.
Viana do Castelo
.
Vidigueira
.
Vila Franca de Xira
.
Vila Nova de Famalicão
.
Vila Real
 Um município saudável é 
 inclusivo, sensível e para 
 todos os cidadãos 
A Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis é uma associação que tem como missão apoiar a divulgação, implementação e desenvolvimento do projeto Cidades Saudáveis nos municípios que pretendam assumir a promoção da saúde como uma prioridade da agenda dos decisores políticos.

Apresentação

Organograma

 

  

 

ASSEMBLEIA INTERMUNICIPAL

É o órgão deliberativo da Rede, constituído por todos os municípios associados. Integram, atualmente, a mesa da assembleia os municípios de Viana do Castelo, Odivelas e Miranda do Corvo.

 

Presidente da Assembleia Intermunicipal da Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis
José Costa, presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo

 

Secretariado da Assembleia Intermunicipal
Ana Maria Gouveia, vereadora da Câmara Municipal de Miranda do Corvo
Edgar Luís Simões Valles, vereador da Câmara Municipal de Odivelas

 

 

GRUPO TÉCNICO

Grupo composto por um técnico de cada município associado.

 

 

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Órgão executivo composto por cinco municípios eleitos pela assembleia intermunicipal. Atualmente, é composto pelo Seixal, Montijo, Setúbal, Lisboa, e Torres Vedras.

 

Presidência do Conselho de Administração da Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis
Joaquim Cesário Cardador dos Santos, presidente da Câmara Municipal do Seixal
Manuela Calado, vereadora da Câmara Municipal do Seixal 

 

Membros do Conselho de Administração
Ricardo Bernardes, vereador da Câmara Municipal do Montijo
Ricardo Oliveira, vereador da Câmara Municipal de Setúbal
Manuel Grilo, vereador da Câmara Municipal de Lisboa
Ana Umbelino, vereadora da Câmara Municipal de Torres Vedras

 

CONSELHO FISCAL

Órgão fiscal composto por um Presidente, um vice-presidente e um secretário eleitos pela assembleia intermunicipal. Atualmente, é composto por Amadora, Odemira e Loures.


Presidente: Susana Nogueira, vereadora da Câmara Municipal da Amadora
Vice-Presidente: Deolinda Seno Luís, vereadora da Câmara Municipal de Odemira
Secretário: Gonçalo Caroço, vereador da Câmara Municipal de Loures